11 julho 2019

A fábrica de Mirafiori da FCA faz 80 anos. Começam os trabalhos na Nova Linha de Montagem do Fiat 500 Electric

 

  • Mais de 35 inovadores modelos e 28 700 000 unidades produzidas na fábrica de Mirafiori em Turim desde a inauguração, há 80 anos. Entre estes modelos, estava o primeiro Fiat 500, cuja produção começou em 1957
  • Serão cerca de 1200 as pessoas dedicadas à produção do Fiat 500 BEV (Battery Electric Vehicle) e a linha de montagem terá uma capacidade anual de 80 0000 unidades. O investimento total no projeto é de cerca de 700 milhões de euros e a produção deverá iniciar no segundo trimestre de 2020
  • Cerca de 20 000 pessoas trabalham atualmente no complexo de Mirafiori, em Turim, incluindo as que estão diretamente envolvidas no fabrico e atividades relacionadas, como projetação, design, vendas, serviços financeiros, peças e acessórios. Mirafiori é o maior complexo industrial da FCA no mundo
  • Confirmado um investimento de 5 mil milhões de euros em Itália no período de 2019-2021

 

Hoje, a instalação do avançado robô Comau numa das maiores e mais históricas fábricas de automóveis do mundo representou uma ligação entre o passado e o futuro, com um evento que celebrou o aniversário dos 80 anos da fábrica de Mirafiori e o início da construção da linha de montagem do novo Fiat 500 BEV. Esta nova geração de veículos dá continuidade à longa tradição de modelos inovadores (mais de 35 no total) saídos das linhas de montagem de Mirafiori. Entre estes modelos, estava o primeiro Fiat 500, cuja produção começou em 1957.

 

Com a presença de representantes da administração local, regional e institucionais - incluindo a Presidente da Câmara, Chiara Appendino, o Presidente da região do Piemonte, Alberto Cirio, e o Prefeito de Turim, Claudio Palomba, Pietro Gorlier, COO da FCA para a região EMEA afirmou: "Mirafiori foi-se transformando a par e passo com a cidade de Turim. Partilhou os tempos de sucesso e de dificuldades. Mas encontrou sempre uma maneira de se reerguer. E é uma das mais antigas fábricas de automóveis da Europa ainda a funcionar." Desde que abriu, há 80 anos, Mirafiori produziu mais de 28 700 000 veículos.

 

Atualmente, cerca de 20 000 pessoas trabalham no complexo de Turim (Mirafiori e Grugliasco), incluindo as que estão diretamente envolvidas no fabrico e atividades relacionadas, como projetação, design, vendas, serviços financeiros, peças e acessórios. Mirafiori é o maior complexo industrial da FCA no mundo. As atividades da FCA na Região do Piemonte incluem ainda mais 4 000 empregados e cerca de 40 000 pessoas que trabalham para fornecedores.

 

As comemorações de hoje assinalam o início de um novo capítulo na história de Mirafiori. A plataforma que começou a ser instalada na fábrica destina-se especificamente a viaturas elétricas e a primeira aplicação será o Fiat 500 BEV. Hoje foi instalado o primeiro robô e o resto da fábrica será reequipado nos próximos meses. Só na área de carroçaria, haverá um total de 200 robôs para permitir um processo de total automação de soldadura. A pré-produção dos primeiros modelos está programada para iniciar no fim do ano. Serão cerca de 1200 as pessoas dedicadas à produção do Fiat 500 BEV e a nova linha de montagem terá uma capacidade anual de 80 0000 unidades, com potencial para se expandir.

 

O investimento total no projeto, incluindo design, desenvolvimento, engenharia e construção da linha de montagem, é de cerca de 700 milhões de euros. O início da produção está previsto para o segundo trimestre de 2020.

 

"Esta viatura foi totalmente concebida, projetada e desenvolvida aqui. É um genuíno produto do engenho 'Made at Fiat' e 'Made in Turin'. É mais um excelente exemplo da capacidade criativa e inovadora que abunda na nossa empresa e nesta cidade. Em Turim, estamos a desenvolver um novo centro de mobilidade elétrica de excelência que atualmente emprega cerca de 260 pessoas. O novo Fiat 500 elétrico representa apenas a primeira fase do nosso plano de investimentos para Mirafiori", disse Gorlier. "A este projeto seguir-se-á a renovação da gama Maserati, a começar pelo Levante, e a introdução de novos modelos, conforme previsto no nosso plano de investimentos."

 

Nas últimas semanas, a FCA estabeleceu uma unidade de e-Mobility na região EMEA, que será responsável pela coordenação de todas as atividades relacionadas com a eletrificação. Recentemente, a FCA também assinou acordos com a Enel X e a Engie que permitirão oferecer soluções para simplificar a vida dos clientes na compra e utilização de veículos elétricos de qualquer uma das marcas do Grupo.

 

Em Itália, o Grupo tem planos para instalar mais de 900 postos de carregamento e áreas de estacionamento para empregados, cerca de 1200 nas Leasys Mobility Stores e mais de 1100 em concessionários. O investimento total para este projeto é de cerca de 33 milhões de euros. Além disso, a FCA está a avaliar projetos baseados na inovadora tecnologia Vehicle-to-Grid, que permite que os veículos "restituam" eletricidade ao ponto de abastecimento, em caso de picos de necessidade de eletricidade, mudando para carregamento quando as exigências voltam ao normal. Isto é uma vantagem para os clientes e, ao mesmo tempo, reduz a produção de energia.

 

O projeto 500 BEV é parte do muito mais amplo plano de investimentos das FCA para Itália no período de 2019-2021. De facto, o Grupo vai investir um total de 5 mil milhões de euros para suportar uma substancial renovação da sua gama de produtos com a introdução de 13 modelos novos ou significativamente renovados e de uma ampla oferta de veículos elétricos, incluindo 12 versões eletrificadas de modelos novos ou já existentes. "Apesar do desafiador ambiente macroeconómico e das consequentes fracas condições do mercado, confirmámos o nosso plano de investimentos e a comemoração de hoje é um sinal concreto de que os nossos projetos estão a avançar a bom ritmo", realçou afirmou Gorlier.

 

Durante o evento, o COO também destacou outros pontos importantes, incluindo a apresentação das novas versões híbridas plug-in dos modelos Jeep Renegade e Jeep Compass no Salão do Automóvel de Genebra e a antestreia mundial do Ducato Electric (o primeiro veículo elétrico produzido pela FCA na Europa), recentemente realizada em Turim. Referiu ainda as atividades a decorrer noutras fábricas do Grupo em Itália, incluindo a antiga fábrica de Rivalta, outro importante complexo fabril no Piemonte, que se tornou um centro de distribuição global de peças da Mopar que serve a Europa, o Médio Oriente, África e outros mercados globais; a fábrica de Verrone, que já produz sistemas de transmissão para uma ampla gama de modelos e que deverá aumentar a produção de sistemas de transmissão para o Ducato; a fábrica de Pratola Serra, que iniciará a produção de um novo motor para o Ducato no fim de 2020; e a fábrica Cento que, apenas há cerca de um mês, começou a produzir uma nova geração de motores V6, todos destinados a exportação e montagem em veículos Ram vendidos na América do Norte.

 

"Todos os veículos saídos da linha de montagem de Mirafiori foram futuristas para o seu tempo, pois tinham sempre algo inovador e único. Fosse pelo estilo, dimensões, motor, materiais utilizados ou conceito na base do seu desenvolvimento. Hoje, a nossa ideia de inovação não mudou. O novo Fiat 500 BEV vai adotar soluções de vanguarda num contexto industrial e de marketing muito diferente do que se vivia há apenas alguns anos. Mais uma vez, está destinado a ser um marco na história da FCA e da mobilidade", afirmou Gorlier.

 

 

últimos vídeos

pesquisa avançada

Procurar...

De
Para
Procurar

Imagens


Download

Imagens relacionadas


Anexação de Ficheiros