24 setembro 2018

“Passione Alfa Romeo”: emocionante mistura de passado e futuro na Suíça

 

O principal evento dedicado a entusiastas da Alfa, que arrasta milhares de fãs de toda a Europa, chegou agora ao seu termo: os visitantes ficaram fascinados com as viaturas provenientes do Museu de Arese, com o carro de exposição da Alfa Romeo Sauber F1 Team e, é claro, com o melhor da atual produção, de que também foram expostas exclusivas edições limitadas.

 

No passado sábado, o centro de segurança rodoviária Betzholz TCS em Hinwil, perto de Zurique, assistiu ao maior evento dedicado a entusiastas da Alfa alguma vez organizado na Europa. Foi a impressionante demonstração de afeto feita pelos Alfistas de todas as proveniências e idades - mais de 400 Alfa Romeo expostos e para além de 5000 participantes - que tornou este encontro tão único.
Num dia dominado pela paixão por uma marca com um passado glorioso e inimitável, que continua a inspirar emoções e a fazer disparar a adrenalina, especialmente na sua época de regresso à Fórmula 1, também colecionadores de prestígio exibiram generosamente as suas preciosidades - o 6C 1750 Supersport Spider Zagato de 1929 e o premiado 33 Stradale no Concorso d'Eleganza Villa d'Este de 2018.
Para alimentar o entusiasmo dos apoiantes, o carro de exposição da Alfa Romeo Sauber F1 Team foi exibido perante o público ao lado de viaturas do Museo Storico Alfa Romeo - La macchina del tempo em Arese, bem como dos melhores modelos da produção atual.

 

Giulia Quadrifoglio NRING e Stelvio Quadrifoglio NRING

Na área da Motorhome da Alfa Romeo, os visitantes puderam apreciar as séries especiais Nürburgring Edition Giulia Quadrifoglio NRING e Stelvio Quadrifoglio NRING. Estes dois magníficos modelos, repletos de equipamento e produzidos em série limitada, estarão disponíveis na região EMEA apenas na quantidade de 108 unidades para cada modelo, recordando o 108.º aniversário da marca, comemorado em 24 de junho. Celebram os recordes estabelecidos pelas duas viaturas no famoso circuito alemão. O Giulia Quadrifoglio "NRING" e o Stelvio Quadrifoglio "NRING" representam o topo da excelência da marca em termos de conteúdos técnicos, performances e estilo e são propulsionados pelo motor de 510 cv 2.9 V6 Bi-Turbo, acoplado, pela primeira vez, ao novo sistema de tração às quatro rodas Q4. O Stelvio, detentor do recorde na sua classe, explorou os seus 600 Nm de binário, a aceleração de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e os 283 km/h de velocidade máxima para completar os 20,832 km de Nordschleife em 7 minutos e 51,7 segundos. O Giulia Quadrifoglio, com a sua perfeita distribuição de peso e 307 km/h de velocidade máxima, parou o cronómetro aos 7'32", recorde para berlinas de série de quatro portas.

 

Ambas as viaturas oferecem ao cliente uma exclusiva e gratificante experiência, incluindo a condução em Nürburgring, destinada a colecionadores e aos clientes mais fiéis, que se sentarão ao volante destes concentrados de tecnologia e performances supremas. De facto, tal como os níveis de equipamento Quadrifoglio, também as séries especiais "NRING" oferecem um especial "Welcome kit".

 

Alfa Romeo 4C

As edições limitadas Giulia e Stelvio eram acompanhadas por dois Alfa Romeo 4C, em versão Coupé e Spider, nas séries especiais "Competizione" e "Italia". O Coupé distingue-se pela personalidade mais desportiva, de conotação fortemente racing, enquanto o Spider, embora capaz de performances emocionantes, se caracteriza pelo caráter mais elegante e requintado. O motor, para as ambas as versões, é um brilhante 1750 a gasolina, sobrealimentado, de 240 cv, totalmente construído em alumínio, com permutador de calor e duplo variador de fase contínuo. Ambas as séries, em edição limitada, distinguem-se pelo estilo exclusivo. A versão Coupé carateriza-se pela carroçaria Cinzento Vesuvio Opaco, acabamentos externos em fibra de carbono e bancos em microfibra com costuras vermelhas a condizer com o volante desportivo. A série especial Spider "Italia" é identificada pela carroçaria Azul Misano, aplicações em preto brilhante nos para-choques e pinças de travões amarelas, a condizer com as costuras dos bancos, tabliê, volante e painéis das portas. Ambas as versões são complementadas com aplicações específicas em alumínio escuro e placas numeradas no túnel central.

 

Emoções ao volante

Os muitos visitantes do evento tiveram ainda oportunidade de testar em estrada o Giulia, o Stelvio e o 4C ao longo de percursos específicos: uma experiência mais excitante com a gama Quadrifoglio e com imenso prazer de condução a bordo do Giulia e do Stelvio com motor a gasolina ou diesel, potência até 280 cv e transmissão automática.

 

Alfa Romeo Sauber F1 Team

Depois de ter estado afastada dos circuitos durante mais de 30 anos, a Alfa Romeo fez o seu regresso à Fórmula 1 com a ajuda da parceria técnica e estratégica Sauber, equipa com grande experiência, atualmente com base em Hinwill. A época de competição demonstra que está a recompensar os seus apoiantes e entusiastas com Charles Leclerc e Marcus Ericsson a ganharem pontos para o campeonato. Sem esquecer as mais recentes notícias sobre a assinatura do contrato pelo campeão Kimi Räikkönen para as duas próximas épocas, provando que a equipa continua a ter objetivos mais ambiciosos no Campeonato Mundial de Fórmula 1 do próximo ano.

 

FCA Heritage

A Alfa Romeo escreveu capítulos maravilhosos da história do desporto motorizado, através de modelos icónicos que registaram admiráveis triunfos na competição e que conquistaram um lugar no imaginário coletivo. O passado da marca continua a alimentar a mais pura "Passione Alfa Romeo", pelo que o evento não teria ficado completo sem as soberbas viaturas normalmente conservadas no Museo Storico Alfa Romeo - La macchina del tempo em Arese. Viaturas que contam a história do último século e que abarcam quase metade da sua duração, de 1930 a 1975, exibidas pela FCA Heritage, departamento do Grupo dedicado à salvaguarda e promoção do legado histórico das marcas italianas da FCA, zelando pelos modelos da coleção da empresa e pelos veículos dos clientes.

 

Alfa Romeo 6C 1750GS (1930)

O modelo mais antigo é um esplêndido Alfa Romeo 6C 1750 Gran Sport de 1930, com motor de 1752 cm3, duas árvores de cames, seis cilindros, ícone das Mil Milhas, que, pilotado por Nuvolari e Guidotti, venceu a prova em 1930, batendo pela primeira vez o recorde de velocidade média de 100 km/h.

 

Alfa Romeo GP Tipo B P3 (1932)

O Tipo B "P3" GP também tem uma forte associação a Nuvolari: considerado um dos melhores automóveis de competição de sempre, foi projetado por Vittorio Jano especificamente para competir em Grandes Prémios. Com motor leve de oito cilindros em linha, conquistou a primeira vitória no Grande Prémio de Itália de 1932 com o próprio "Mantuano Voador", Tazio Nuvolari, ao volante.

 

Alfa Romeo GP Tipo 159 Alfetta (1951)

Nos anos que se seguiram à Segunda Guerra Mundial, depois do excitante sucesso de 1950, quando Giuseppe "Nino" Farina conquistou o título Mundial na última prova, em 1951, a Alfa Romeo decidiu voltar a competir com o Alfetta, atualizando-o de modo a criar o modelo que viria a vencer o Campeonato Mundial com Fangio ao volante do Tipo 159.

 

Alfa Romeo 1900 Super Sprint (1954)

Em 1954, para aproveitar o slogan publicitário que definia o 1900 como a "viatura familiar que ganha corridas" e para dispor de um motor mais potente, a Alfa Romeo aumentou o diâmetro dos pistões em 2 mm para chegar a uma cilindrada de 1975 cm3 (contra os originais 1884 cm3) e aumentar as performances. Estas novas versões foram identificadas acrescentando "Super" ao nome, tendo competido na categoria Gran Turismo na década de 1950.

 

Alfa Romeo 1750 GT Am (1970)

O 1750 GT Am, construído em 1970, é outro ícone da Alfa Romeo mundialmente famoso. Contrariamente ao modelo vendido na Europa, o 1750 GTV - de onde o GT Am (que significa "America") nasceu - dispunha de sistema de injeção indireta mecânica Spica, que cumpria os padrões de emissões americanos e que também estava preparado para competir. Com a sua agressiva estética e motor de 220 cv, alcançou grande sucesso no Campeonato Europeu de Turismo, quando o "Holandês Voador" Toine Hezemans, conquistou o Título de Pilotos em 1970. Foi então pilotado por Ivan Capelli, que se juntou à equipa Alfa Romeo para conquistar o Campeonato Europeu de Fórmula 3 em 1984 num Martini MK42 com motor Alfa Romeo.

 

Alfa Romeo 33 TT 12 (1975)

O 33 TT 12 estreou-se em 5 de maio de 1973 nos "1000 km de Spa-Francorchamps", altura em que o Campeonato Mundial de Marcas ganhou grande popularidade e atraiu grandes investimentos dos principais fabricantes. O número "33" tinha sido introduzido em 1967 e, nesta altura, já se tinha tornado uma lenda. As letras "TT" significam "Telaio Tubolare" (chassis tubular), derivado do precedente 33 TT3 com motor V8, enquanto "12" representava o número de cilindros do inédito motor boxer de três litros capaz de debitar 500 cv e de atingir uma velocidade de 330 km/h. Em "Passione Alfa Romeo" foi conduzido por Arturo Merzario, que conquistou o Campeonato Mundial de Marcas com o TT12 em 1975.

últimos vídeos

pesquisa avançada

Procurar...

De
Para
Procurar

Imagens


Download

Imagens relacionadas


Anexação de Ficheiros


Links